terça-feira, maio 30, 2006

Se te amo...


Saberás que não te amo e que te amo
pois que de dois modos é a vida,
a palavra é uma asa do silêncio,
o fogo tem a sua metade de frio.

Amo-te para começar a amar-te,
para recomeçar o infinito
e para não deixar de amar-te nunca:
por isso não te amo ainda.

Amo-te e não te amo como se tivesse
nas minhas mãos a chave da felicidade
e um incerto destino infeliz.

O meu amor tem duas vidas para amar-te.
Por isso te amo quando não te amo
e por isso te amo quando te amo.

Pablo Neruda

7 comentários:

Bernardo disse...

"Por isso te amo quando não te amo
e por isso te amo quando te amo."

E por isso que faço essas minhas palavras para ti...
*****

Bernardo disse...

What if there was no light
Nothing wrong, nothing right.
What if there was no time?
And no reason or rhyme.

What if you should decide
That you don't want me there by your side.
That you don't want me there in your life.

What if I got it wrong, and no poem or song
Could put right what I got wrong
Or make you feel I belong

What if you should decide
That you don't want me there by your side
That you don't want me there in your life.

Oooh, that's right
How can you know it if you don't even try
Oooh, that's right

Every step that you take
Could be your biggest mistake
It could bend or it could break
But that's the risk that you take

What if you should decide
That you don't want me there in your life.
That you don't want me there by your side.

Oooh, that's right
How can you know it when you don't even try
Oooh, that's right
You know that darkness always turns into light
Oooh, that's right

Raul disse...

Tanta indefinições... para quando as certezas?!?!

Um Beijinho,

Raul

Raul disse...

Porque no supiste entender a mi corazon
lo que habia en el porque no tuviste el valor de ver quien soy
porque no escuchas lo que esta tan cerca de ti
solo el ruido de afuera y yo
que estoy a un lado desaparezco para ti

No voy a llorar y decir que no merezco esto
porque es probable que lo merezco pero no lo quiero
por eso me voy que lastima pero adios
me despido de ti y me voy
que lastima pero adios me despedio de ti

Porque se que me espera algo mejor
alguien que sepa darme amor
de ese que endulza la sal y hace que salga el sol
yo que pense nunca me iria de ti
que es amor del bueno de toda la vida
pero hoy entendi que no hay suficiente para los dos

No voy a llorar y decir que no merezco esto
porque es probable que lo merezco pero no lo quiero
por eso me voy que lastima pero adios
me despido de ti y me voy
que lastima pero adios me despedio de ti

Me voy que lastima pero adios
me despido de ti y me voy
que lastima pero adios
me despido de ti y me voy
que lastima pero adios
me despido de ti
me voy
que lastima pero adios
me despido de ti
me voy


Julieta Venegas - Me Voy

Carla disse...

"Entendes que o amor é um engano
que não me apetece engolir,
é um sopro no olho,
é um quadro inacabado
e fortuito.

Entendes então que não quero o Amor? "

El Guerrilhero!! disse...

Eu conheço algumas obras de pablo Neruda, apsar de não me ter dedicado ao seu estudo e apreciação profundas.....
Mas este poema traz alguma Paz de espirito a este "Velho" Soldado que trava agora uma luta que promete ser longa e de desfecho duvidoso.... É uma Luta titatnica para que possa manter sempre por perto aquela que sempre me ajudou, para me sentir realizado .... Sinceramente se não vencer desta vez , rendo-me ás mãos do inimigo e procuro esuqecer.... Enfim se for assim será mesmo como o Poema que tens aqui.... Mas sobretudo tenho Fé, mas será suficiente ?

O facto de teres escolhido uma das mais bonitas obras de Neruda só demonstra a Nobre e querida pessoa que és... Conseguiste trazer um pouco de Paz á minha alma tão ocupada com as preocupações desta epoca dificil..


Jinhos queridos e fofitos!!


Marquês was here!!

Emotions seeker disse...

Beautiful...